“Isto mudou tudo” é a frase que acompanha o NFT (Non-Fungible Token) do código original da World Wide Web e que vai ser leiloado na plataforma Sotheby's.

O leilão, que decorrerá inteiramento 'online', no 'mundo' cujas fundações foram criadas por Berners-Lee, e vai acabar em 30 de junho. O valor arrecadado vai ser utilizado para “iniciativas” relevantes, de acordo com um comunicado do próprio físico.

Desde hoje que na sede da Sotheby's está a ser transmitido um vídeo com mais de 30 minutos com as 9.555 linhas de código (composta por letras, números e símbolos), um 'artigo digital' que foi para leilão avaliado em 1.000 dólares (cerca de 840 euros), mas que já superou os dois milhões de dólares (cerca de 1,6 milhões de euros).

“Criámos este vídeo para que as pessoas possam entender visualmente, caso não sejam programadores (…), e compreender o que é que estão a comprar”, explicou à agência espanhola Efe a diretora do departamento de Ciência e Cultura Popular da Sotheby's, Cassandra Hatton.

Em leilão está o código escrito entre 1990 e 1991 pelo físico britânico, que incluiu as linguagens e protocolos do HTML, HTTP e do URL – também da autoria de Berners-Lee. Ou seja, a programação que “mudou o mundo para sempre”.

O lote também incluiu uma representação do código inteiro – escrito em linguagem de programação Python, que é como um “poste digital em que se pode fazer zoom”, e uma carta de Tim Berners-Lee com uma reflexão sobre esta invenção e como é que levou ao mundo que conhecemos atualmente, conectado, na 'palma da mão' e com uma multitude de informações à distância de um clique.

Os NFT, habitualmente vinculados ao conceito de “criptoarte”, uma vez que são bens digitais, são a 'novidade' para os colecionadores e arte, ainda mais para os colecionadores nativos digitais. Na lista de NFT mais célebres está, por exemplo, a venda da primeira publicação na rede social Twitter.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.