A Samsung referiu que chegou “a difícil decisão de interromper as operações da Samsung Electronics Huizhou” na China, no final de setembro.

De acordo com a nota, a decisão faz parte de seus esforços contínuos para “aumentar a eficiência nas suas instalações de produção”.

A empresa refere que está a seguir os processos apropriados dentro do quadro legal da China para se retirar do país. Já no ano passado a Samsung tinha fechado outra fábrica na China, em Tianjin.

Os meios de comunicação sul-coreanos referiram que o fim da produção de telemóveis da Samsung no maior mercado de ‘smartphones’ do mundo foi em parte devido aos custos de mão-de-obra na China.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.