Num país onde há 2 milhões de cães, André Jordão teve a ideia de criar uma plataforma que vende rações saudáveis online e que tem aconselhamento veterinário disponível 24 horas por dia: a Barkyn. A startup entrega atualmente 20 toneladas de comida e tem cerca de 50 mil clientes.

"Vamos imaginar que nos pagam 25 euros por mês e recebem todos os meses uma caixa com a alimentação personalizada para o seu cão, adaptada às suas características, mais uns extras, uns mimos", começa por dizer André Jordão para explicar como funciona o serviço. "E, além disso, tem sempre acesso na nossa plataforma a um veterinário dedicado, humano e focado nas suas necessidades individuais", acrescenta.

A Barkyn apostou em rações que marcam pela diferença quando se fala de qualidade. É aquilo a que o CEO decidiu chamar "uma nutrição premium a um custo acessível". Os ingredientes são produtos que vêm diretamente de quintas locais e há um cuidado especial em escolher componente que contribuam para a saúde e o bem estar dos cães - como é o caso da lagosta presente em algumas razões por ser benéfica, entre outras propriedades, para o pelo. Não é assim tão diferente de pensar a nutrição humana, sabendo o impacto que tem na saúde global, e enquanto produto há um espaço crescente à medida que mais pessoas e famílias decidem integrar um cão no seu agregado familiar. Não é por acaso que na sua comunicação, a Barkin se dirige às famílias e não aos indivíduos.

No que toca ao serviço de veterinário, quem tiver um susto, mesmo a horas inesperadas, precisa apenas de aceder à plataforma e em "30 segundos", garante André Jordão, está a falar com um profissional.

A Barkyn foi fundada em 2017 e teve, no início, um percurso com alguns altos e baixos. Mas, como diz o seu CEO, "o início de uma startup nunca é perfeito, é uma corrida de obstáculos". Tudo começou numa "garagem muito pequena, com um veterinário em part-time". Hoje, tem 2 armazéns de mil metros quadrados e conta com uma rede de mais de 30 médicos veterinários.

O primeiro passo foi testar o modelo com produtos que já existiam. Depois começaram a ser pensadas as rações que viriam a ser o produto da Barkyn. Aliado a este esforço, esteve a aposta na comunicação nas redes sociais Instagram e Facebook. André Jordão afirma que hoje em dia a startup já tem muitos clientes "que são figuras públicas, não são influencers", tais como atores da série "Casa de Papel" ou apresentadores de televisão.

Olhando para o mercado, sabemos que a Barkyn está presente em Portugal, Espanha e Itália, país que é "dos poucos mercados que têm um e-commerce na Europa que fatura mais de 2 mil milhões por ano". André Jordão realça ainda o potencial de crescimento deste negócio, uma vez que "90% ainda está a acontecer no retalho físico".

Mas não é só André que tem esta visão. Em plena pandemia, a empresa conseguiu uma rodada de investimento de 5 milhões de euros, liderada pela Indico Capital Partners e pela All Iron Ventures. Em 2019, alguns investidores já tinham colocado 1,7 milhões de euros na Barkyn.

O sucesso da startup é o também o sucesso do fundador, ou não tivesse vencido um prémio tão importante quanto o de "Empreendedor do Ano 2020". André Jordão mostra-se otimista com futuro e afirma que "não é só uma questão de convicção, é uma questão de dados", que mostram que durante a pandemia a empresa continuou a "crescer sustentadamente". O foco, afirma, " é entregar um serviço humano, personalizado, bonito e cheio de detalhes personalizados para o cliente".

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.

Um artigo do parceiro

The Next Big Idea é um site de inovação e empreendedorismo, com a mais completa base de dados de startups e incubadoras do país. Aqui encontra as histórias e os protagonistas que contam como estamos a mudar o presente e a inventar o que vai ser o futuro. Veja todas as histórias em www.thenextbigidea.pt