Cerca de uma semana depois da realização da primeira edição da cimeira de tecnologia e empreendedorismo em Lisboa, que juntou mais de 50 mil pessoas de 166 países, a agência Lusa enviou um inquérito com três questões às 67 empresas nacionais. No total responderam 47 ‘startups’.

Com possibilidade de respostas múltiplas, as empresas admitiram o interesse em participar na WS de 2017, tendo a opção de compra de bilhete sido escolhida por 15 vezes, enquanto a presença através de concursos somou 39 respostas.

Trinta e três ‘startups’ afirmaram ter cumprido os objetivos traçados para a WS que Lisboa recebeu pela primeira vez e que vai acolher, por pelo menos mais dois anos.

Já 19 empresas indicam que ainda demorará algum tempo até a uma avaliação definitiva acerca do cumprimento das metas, que passaram por fazer contactos, conseguir investimentos ou apresentar a empresa.

No questionário somaram-se 33 respostas no sentido de cumprimento do objetivo de realização de contactos, oito de formalização de investimentos e 18 no sentido de dar a conhecer a empresa.

A cimeira tecnológica WS nasceu em 2010 na Irlanda e depois de 2020 Lisboa ainda poderá ser anfitriã por mais dois anos.

A WS de Lisboa decorreu entre 7 e 10 de novembro e juntou mais de 53.000 participantes, de 166 países, incluindo 15.000 empresas, 7.000 presidentes executivos e 700 investidores, representando um retorno financeiro na ordem dos 200 milhões de euros.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.