Masao Gunji, de 67 anos, que passou grande parte da sua vida adulta a perseguir criminosos, dedica-se agora a acumular objetos com a imagem da famosa personagem.

Com um valor estimado de 30 milhões de ienes (234.000 euros), a coleção tem mais de 5.000 objetos e consta no Guinness Book of Records desde novembro de 2016.

"A Kitty é, de certa forma, o amor da minha vida", diz o homem na casa que construiu para abrigar os seus tesouros e que atrai um grande número de turistas na cidade de Yotsukaido, nos subúrbios de Tóquio.

Criada pela empresa japonesa Sanrio, a Hello Kitty aparece pela primeira vez no país em 1974. Desde então, a personagem é um sucesso comercial em praticamente todo o mundo através das centenas de produtos derivados que vão de pijamas a kits escolares.

A Sanrio causou polémica entre os fãs da personagem ao revelar, em 2014, que, apesar do seu bigode e orelhas pontiagudas, a Hello Kitty (ou melhor, a Kitty White) não era uma gata, como sempre se pensou, mas sim "uma menina, alegre e feliz, dotada de um coração de ouro."

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.