Já servia aquele que era considerado pelo Guiness World Records como o  hambúrguer mais caro (295 dólares, cerca de 249 euros) e, caso dúvidas restassem, também o gelado “sundae” mais caro (1000 dólares. cerca de 844 euros!). Agora, o restaurante Serendipity 3, localizado em Manhattan, Nova Iorque, tem também – desde 13 de julho – as batatas fritas mais caras, nada mais, nada menos que 200 dólares a dose (cerca de 169 euros).

À semelhança de outros restaurantes, o Serendipity 3 esteve fechado durante vários períodos no último ano e meio e os sócios consideraram que lançar um novo – e dispendioso – prato seria uma boa forma de anunciar o regresso. Para Joe Calderone e Freddie Schoen-Kiewert, respetivamente director criativo e chef, “foi um ano difícil para todos” e agora é tempo “de nos divertirmos”.

Parece estar a funcionar. Segundo dados do restaurante há uma lista de espera de 8 a 10 semanas – por causa das batatas fritas. O Serendipity não é um novato nas lides da restauração. Foi o restaurante favorito de nomes icónicos como Andy Warhol e Marilyn Monroe.

Importa dizer que, a julgar pelo descritivo, não são umas batatas fritas quaisquer. As batatas são Chipperbec Potates que se apresentam como as mais frescas do mercado americano e são escaldadas em champanhe Dom Perignon. Isto antes de serem fritas em gordura de ganso – nada de óleos – de modo a ficarem crocantes por fora e fofas por dentro. São depois polvinhadas com ouro comestível – sim, existe - e temperadas com sal trufado e óleo de trufa para acabarem servidas num prato de cristal com uma orquídea.

Se vale 200 dólares, depende da carteira e da vontade de experimentar qualquer coisa diferente. Para já, ficam as imagens de quem experimentou – e mostrou.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.