Estes prémios distinguem anualmente os melhores filmes e séries de televisão, avaliados pela Critics Choice Association (CCA).

Os grandes vencedores da 25.ª edição dos Critics Choice Awards foram Quentin Tarantino e o seu “Era uma vez… em Hollywood”, distinguido também pelo melhor argumento original, pelo melhor ator secundário, Brad Pitt, e pelo melhor design de produção, a cargo de Barbara Ling e Nancy Haigh.

Os Critics Choice Awards confirmaram ainda os atores Joaquin Phoenix e Renée Zellweger para os Óscares, cujas nomeações são anunciadas hoje.

Phoenix foi considerado o melhor ator pela sua interpretação em “Joker”, uma categoria em que estava nomeado o ator espanhol Antonio Banderas por “Dor e glória”, ao passo que Zellweger foi nomeada melhor atriz pelo seu papel em “Judy”.

A estatueta de melhor filme de língua estrangeira foi para “Parasitas”, do sul-coreano Bong Joon-ho, que partilhou o prémio de melhor realização com Sam Mendes, cineasta por detrás de “1917”.

O prémio de melhor atriz secundária foi para Laura Dern, pela sua interpretação no filme “Marriage Story”.

Na televisão, “Sucessão” e “Fleabag” ganharam como melhor drama e comédia, respetivamente.

Outros prémios de destaque foram o de melhor argumento adaptado para Greta Gerwig por “Mulherzinhas”, o de melhor fotografia para Roger Deakins no filme “1917”, o de melhor filme de animação para “Toy Story 4″, e o de melhor filme de ação para “Vingadores: Endgame”.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.