A peça de 2015, intitulada "Domestikator", pertence ao Atelier Van Lieshout, e representa a copulação de uma forma abstrata, com linhas contemporâneas. Segundo o atelier, a instalação "homenageia o engenho, a sofisticação e as capacidades da humanidade, o poder da organização e o uso desse poder para dominar o ambiente natural".

Com exibição prevista para 19 de outubro nos Jardins das Tulherias, como parte de Hors les Murs, um programa de arte público organizado pela Feira de Arte Contemporânea Fiac, acabou por ser proibida por ser sexualmente explícita.

"Isto é algo que não deveria acontecer", referiu Joep van Lieshout, fundador do atelier, em entrevista ao The New York Times. "O museu deve ser um lugar aberto para a comunicação. A tarefa do museu e da imprensa é explicar o trabalho ".

"A peça em si não é realmente muito explícita", acrescentou van Lieshout. "É uma forma muito abstrata. Não há órgãos genitais, é bastante inocente".

A galeria londrina Carpenters Workshop, que representa o Atelier Van Lieshout, disse em comunicado que a decisão do Louvre era "muito prejudicial aos artistas e ao programa Fiac".

Uma porta-voz do Louvre referiu que a escolha dos trabalhos exibidos nos Jardins das Tulherias no âmbito do Fiac é feita por três comités. "O trabalho 'Domestikator' foi apresentado após essas reuniões", disse a porta-voz, o que não permitiu uma discussão conjunta da exibição da peça.

O Fiac deste ano apresenta uma exibição de cerca de 30 peças, ao contrário das 20 que habitualmente são apresentadas.

O jornal francês Le Monde informou que o diretor do Louvre, Jean-Luc Martinez, enviou uma carta à Fiac levantando preocupações sobre a peça. "Os comentários online apontam que este trabalho tem um aspeto brutal", disse Martinez na carta. "Arrisca ser mal interpretado pelos visitantes dos jardins".

O museu também levantou preocupações pelo facto de a escultura estar situada perto de um parque infantil.

O "Domestikator" foi recentemente exibido na Ruhrtriennale em Bochum, na Alemanha, onde permanece em exibição até ao dia de hoje.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.