De acordo com a Valentim de Carvalho, esta edição daquele que foi o primeiro livro infantil de Sophia de Mello Breyner (1919-2004), publicado em 1958, vai ser lançada na Festa do Livro, no Palácio de Belém.

Em 1961, a Valentim de Carvalho lançou a leitura dramatizada do original de “A Menina do Mar”, encenada por Artur Ramos, com interpretações de Eunice Muñoz, Francisca Maria, António David e Luís Horta, e música de Fernando Lopes-Graça.

Este ano, no quadro das comemorações do centenário da escritora, a empresa irá disponibilizar uma edição inédita e única de “A Menina do Mar”, onde ao texto original (sob autorização da Porto Editora) acrescenta nova capa e ilustrações de Beatriz Bagulho, a reedição em CD da leitura de 1961, e o DVD do espetáculo gravado ao vivo no São Luiz Teatro Municipal em fevereiro deste ano, criado por Carla Galvão, Filipe Raposo e Beatriz Bagulho, com música criada por Raposo a partir de música de Bernardo Sassetti.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, escreve no prefácio da obra: “Diferentes leituras, diferentes gerações e diferentes métodos de revisitar um texto fundador, que está no mar com saudades da terra, na terra com saudades do mar. E que, por artes de fantasia, ou da poesia, faz do rapaz solitário e da menina órfã uma unidade anunciada, forte como um polvo, sábia como um caranguejo e feliz como um peixe”.

A edição estará à venda na Festa do Livro em Belém a partir do dia 30 de agosto, com distribuição para as lojas na semana seguinte, segundo a empresa.

Este ano assinala-se o centenário do nascimento de Sophia de Mello Breyner com uma programação de diversas de atividades que passam pela dança, o cinema, a edição e a reflexão.

As iniciativas começaram em janeiro, no Centro Cultural de Belém, em Lisboa, com o projeto de dança “O Cavaleiro da Dinamarca”, pela Escola de Dança do Conservatório Nacional, a partir de um conto de Sophia para a infância.

As celebrações incluem ainda um colóquio internacional, que decorreu em maio na Fundação Calouste Gulbenkian, e um concerto no Teatro Nacional de São Carlos, no outono, precisamente no dia de aniversário de Sophia, que nasceu no Porto, em 6 de novembro de 1919.

Está previsto ainda um ciclo de cinema na Cinemateca Portuguesa, com filmes que a escritora gostava.

Sophia de Mello Breyner Andresen, considerada um dos nomes maiores da poesia portuguesa do século XX, morreu em 2004, em Lisboa, aos 84 anos.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.