Apesar do “espectro de medidas reforçadas de segurança”, o festival contou com mais de 20 sessões esgotadas no cinema São Jorge, refere a direção do MoteLx.

O prémio de melhor curta-metragem de terror foi atribuído a “Mata”, de Fábio Rebelo, um filme “sólido que joga com o imaginário da literatura fantástica” e que “revela a promessa de um jovem realizador”, justificou o júri.

No MoteLx foi ainda atribuída uma menção especial ao filme “A grande paródia”, de André Carvalho.

O filme “Pelican Blood”, da realizadora alemã Katrin Gebbe, venceu, por unanimidade, o prémio MoteLx de melhor longa-metragem europeia de terror.

O júri aplaudiu um filme “sobre o instinto maternal e a saúde mental, sobre a perda e o sacrifício, sobre o mal como proteção”.

Tanto “Mata” como “Pelican Blood” ficam automaticamente selecionados para o prémio Méliès de ouro, a atribuído em outubro no Festival de Sitges, em Espanha.

A 14.ª edição do MoteLx termina na segunda-feira, dia em que serão exibidos, por exemplo, “Pelican Blood” e “Get Out”, de Jordan Peele.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.