New Order - Blue Monday '88

"How does it feel / To treat me like you do"

O dia mais triste do ano é também chamado de Blue Monday. Como tal, nada melhor que começar esta playlist com esta malha dos New Order, precisamente com esse mesmo título.

R.E.M. - Everybody Hurts

"Don't let yourself go / 'Cause everybody cries / And everybody hurts sometimes"

Em 1992, os americanos R.E.M. lançaram o álbum "Automatic For The People". Lá dentro estava uma música (que apenas seria lançado como single no ano seguinte) de nome "Everybody Hurts", música que fala daqueles momentos em que tudo parece correr mal e que se tornou num dos maiores êxitos da banda, tendo inclusivamente sido objeto de múltiplos e variados covers, de Joe Cocker aos The Corrs, de Annie Lennox e Alicia Keys a Patti Smith.

Johnny Cash - Hurt

"I hurt myself today / To see if I still feel / I focus on the pain / The only thing that's real"

Para muitos, "Hurt" é das músicas mais tristes alguma vez feitas. O original dos Nine Inch Nails foi objeto de uma versão por parte de um dos grandes ícones da música americana, Johnny Cash. Visivelmente debilitado fisicamente, a versão de Cash de "Hurt" é, para muitos, uma despedida do artista.

Pearl Jam - Last Kiss

"Oh where, oh where, can my baby be? / The Lord took her away from me. / She's gone to heaven so I've got to be good, / So I can see my baby when I leave this world."

Mais uma versão. Pois, "Last Kiss" não é um original dos Pearl Jam. O autor do tema é Wayne Cochran, cantor soul norte-americano. "Reza a lenda" (ou a Internet, na verdade...) que a música é inspirada no acidente que vitimou Jeanette Clark e J.L. Hancock, ambos 16 anos, em Barnesville, Georgia, uns dias antes do Natal de 1962. A voz de Eddie Vedder acabou por tornar o tema ainda mais conhecido do grande público.

Eric Clapton - Tears in Heaven

"Would you know my name / If I saw you in heaven? / Would it be the same / If I saw you in heaven?"

A tragédia familiar que atingiu Eric Clapton (o seu filho Conor, de 4 anos, morreu na sequência de uma queda de arranha-céus em Nova Iorque) serviu de trágica inspiração para "Tears in Heaven", tema do lendário músico e guitarrista americano.

Gary Jules feat. Michael Andrews - Mad World

"And I find it kinda funny, I find it kinda sad / The dreams in which I'm dying are the best I've ever had"

"Mad World", original dos Tears For Fears, poderá ser unanimemente considerada uma das mais desoladoras canções de sempre. Se atentarmos aos versos acima descritos, em que o autor considera que "os sonhos em que está a morrer são os melhores" que já teve, temos uma ideia bem clara de que quem escreveu a música não estaria a passar, provavelmente, o melhor momento da sua vida. A versão que aqui apresentamos é a de Gary Jules, cantautor americano que gravou o tema com o seu amigo Michael Andrews para integrar a banda sonora do filme de culto "Donnie Darko".

Gisela João - Meu Amigo Está Longe

"Meu amigo está longe / E a saudade é tão grande"

A letra é de um dos maiores poetas que Portugal já teve, José Carlos Ary dos Santos. A voz, essa, é de Gisela João, que carrega consigo a emoção que só alguém que sente o fado em todos os poros pode ter. E cantar. "Meu Amigo Está Longe" (tema que foi cantado por Amália Rodrigues) é arrepiante e triste. Mas não deixa de ser incrível por isso.

Eels - Novocaine For The Soul

"Life is hard / And so am i / You'd better give me something / So i don't die"

Em 1996, os Eels lançavam o seu primeiro álbum (intitulado "Beautiful Freak") e o primeiro single do mesmo era este "Novocaine For The Soul". Os Eels, fundados por Mark Oliver Everett (ou simplesmente "E"), são uma banda de indie-rock americana conhecida pelas suas músicas que abordam temas como a morte, a despedida, a família e o amor perdido... Pois. Não contem com canções animadas por estes lados...

Chico Buarque - Apesar de Você

"Quando chegar o momento / Esse meu sofrimento / Vou cobrar com juros, juro"

Falando em tristeza, que dizer deste "Apesar de Você" de um tal de Francisco Buarque de Hollanda? A MPB (música popular brasileira) e o nome de Chico Buarque confundem-se e este (triste, claro!) "samba de intervenção", proibido de passar nas rádios durante o período em que o General Emílio Médici esteve no governo, é só mais um pedaço do legado que um dos maiores nomes da música do nosso país-irmão nos deixa a todos.

Linda Martini - Adeus Tristeza

"Adeus tristeza, até depois / Chamo-te triste por sentir que entre os dois / Não há  mais nada pra fazer ou conversar / Chegou a hora de acabar"

Acabamos com uma versão da música de Fernando Tordo, "Adeus Tristeza", feita pelos Amor Electro. Dizemos "adeus" ao dia mais triste do ano, nas guitarras e vozes dos Linda Martini, dizendo "adeus" à tristeza, ainda que, infeliz e provavelmente, seja só um "até depois".

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.