Iniciativa conjunta do Conselho da Europa e da Comissão Europeia, as JEP são um evento cultural que envolve mais de 70.000 atividades, com o objetivo de sensibilizar para o património comum da Europa, e para a necessidade da sua contínua proteção.

De acordo com o sítio ´online´ da DGPC, cujos espaços culturais tutelados promovem atividades por todo o país, o evento “é uma oportunidade para aproximar os cidadãos e realçar o valor do património cultural que a todos pertence”.

A DGPC, entidade que coordena a programação e divulgação das JEP a nível nacional, convidou as entidades públicas e privadas a associarem-se a estas jornadas para organizarem atividades para o público.

Pretende-se com este tema “destacar as muitas facetas do património ligadas às artes, como fonte de entretenimento, e ao lazer, que nos permitem a todos viver outras dimensões da vida quotidiana, apropriando-nos de uma parte da cultura, tornando-nos autores, especialistas, guardiões e protagonistas”, sublinha a DGPC.

As celebrações, sob diversos formatos – desde festivais, visitas guiadas, oficinas, exposições, espetáculos – prolongam-se desde finais de agosto a outubro, consoante a programação dos vários países participantes.

Celebradas nos 50 Estados signatários da Convenção Cultural Europeia, as JEP evidenciam a diversidade das tradições e saberes locais, estilos arquitetónicos e obras de arte que, no seu conjunto, constituem o património europeu.

Lançadas pelo Conselho da Europa em França, no ano de 1985, as JEP são organizadas conjuntamente com a Comissão Europeia desde 1999.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.