Na décima edição do concurso, que decorreu entre março e abril, foram submetidas 3639 propostas de sardinhas (mais 1686 do que no ano passado), provenientes de 53 países, segundo comunicado divulgado pela Câmara de Lisboa.

À Turma da Sardinha, concurso direcionado às escolas, registaram-se 672 propostas de todo o país. A “Sardinha SMILE” da escola E.B. 2/3 Professor Paula Nogueira, em Olhão, junta-se ao lote das vencedoras deste ano. A escolha foi feita pela apresentadora e atriz Cláudia Semedo e pelo designer Jorge Silva. Nesta competição, o júri atribuiu ainda uma distinção de mérito a mais duas sardinhas realizadas por alunos do Colégio da Bafureira, na Parede, e da Escola Básica de Vendas Novas n.º 1.

Este ano, às sete sardinhas vencedoras — seis do concurso geral e uma da Turma da Sardinha — juntam-se três projetos distinguidos com menções honrosas através de uma votação online do público na página de Facebook das Festas de Lisboa.

Da pandemia ao ambiente, passando pelas festas lisboetas (à janela), são vários os temas que serviram de inspiração aos vencedores, três portugueses e três internacionais (Turquia, Itália e Canadá). As sete sardinhas vão receber um prémio no valor de 1.500 euros.

A “coerência gráfica e plástica”, aliada à “originalidade, legibilidade e qualidades técnica e estética” ditaram a escolha das vencedoras pelo júri deste ano, composto pelo artista plástico Xico Gaivota, pela radialista e apresentadora de televisão Inês Lopes Gonçalves, pelo escritor, realizador, ilustrador e músico Afonso Cruz e pelo designer Jorge Silva.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.