20 anos depois de ter estreado e de nos mostrar as aventuras de Pipo e Joana (e muitos outros), o fenómeno juvenil televisivo está de regresso. O primeiro episódio estreou na TVI no dia 23 de outubro, mas quem não quiser esperar pelo calendário da TV pode optar por fazer um binge e ver os 10 episódios que compõem a nova temporada na Prime Video.

Há novos romances, novos desafios e novas amizades, mas a ação volta a decorrer no famoso Colégio da Barra. Nestes novos episódios (no total serão 30), vamos rever caras bem conhecidas do mundo dos Morangos (Pedro Teixeira, Rita Pereira, Tiago Castro ou Sara Barradas, por exemplo) e conhecer outras novas (como Margarida Corceiro, Madalena Aragão ou Vicente Gil).

Sem fazer grandes spoilers, a nossa Mariana Santos, que já viu tudo, conta no podcast que os episódios mais recentes têm algumas "referências ao universo antigo, nomeadamente algumas personagens que agora deixaram de ser os adolescentes fixes e passaram a ser os pais de adolescentes que são só mais ou menos". Não menos importante, há que fazer referência a um misterioso desaparecimento que deixa toda a comunidade escolar em alvoroço. E, claro, não vão faltar os "clássicos mini-romances, aquelas briguinhas, a rainha do colégio, etc", algo "muito semelhante ao que havia antes".

No entanto, apesar dessa semelhança, considera que o ambiente está assente numa nuvem negra e "está tudo muito dark". "Em termos de storyline não gostei. Acho que estão a tentar dar uma roupagem aos Morangos que eu sinto que na altura em que comecei a ver não tinha. Está uma coisa muito séria, muito pesada", justifica. Além de acreditar que no mundo real ninguém diz "ou és influencer, ou não és ninguém".

Neste último ponto, João Dinis lembra que isso já não é uma coisa nova e recorda as críticas que se apontavam aos Morangos nas séries anteriores: as pessoas no mundo real não falam como as personagens o faziam, os jovens não eram como estavam a ser estereotipados na série, e era tudo muito exagerado. Ou seja, não é algo inédito dos novos episódios, é algo recorrente sempre que é lançada uma nova temporada. Por isso, considera que os "Morangos estão fiéis a si próprios".

Já Miguel Magalhães abordou a influência de outras séries populares dos últimos anos nos novos Morangos, nomeadamente de "Elite", "13 Reasons Why" e, até um certo ponto, de "Euphoria". João Dinis diz que fazer essas comparações "pode ser um bom exercício", mas lembra que uma coisa é estar "influenciada por, outra é estar ao nível".

  • Ouve o episódio na Apple Podcasts, Spotify e Popcasts.
  • Nos Créditos Finais, rubrica de recomendações do Acho Que Vais Gostar Disto, falámos de Bodies (Netflix), Coisa Que Não Edifica Nem Destrói, Plim - T2 "Tás Óptima", Nadie Sabe Lo Que Va a Pasar Mañana - Bad Bunny, 25 anos de América Proibida (Prime Video), The Burial (Prime Video) e Old Dads (Netflix).

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.