Após obras de remodelação, o Museu do Grupo de Etnologia e Arqueologia da Lourinhã (GEAL), localizado no centro da vila, apresenta como principal novidade um núcleo dedicado à História Natural, onde o visitante é convidado a viajar 252 milhões de anos no tempo.

“Através desta viagem, podem ser observados fósseis de seres antigos e rochas que contam a história da abertura do Oceano Atlântico e como esta influenciou a evolução da diversidade dos seres vivos”, explica o GEAL.

Neste núcleo, estão expostos originais ou réplicas de fósseis de animais, como dinossauros, amonites, tartarugas, anfíbios ou ancestrais de crocodilos recolhidos por investigadores do Museu em várias partes do mundo, como Angola, Wyoming (Estado Unidos da América) ou Gronelândia, no âmbito de projetos internacionais.

Também as coleções já existentes de Arqueologia e Etnografia foram enriquecidas com espólio encontrado ou doado ao Museu, mas que, por falta de espaço, não estava exposto.

Os mais emblemáticos são materiais de uso quotidiano que foram recolhidos em grutas pré-históricas do concelho e que datam do fim do período Neolítico, há seis mil anos, e um menir (monumento pré-histórico de pedra, cravado verticalmente no solo).

A oferta do Museu estende-se ao público mais jovem, com um espaço onde são promovidas diversas atividades lúdico-pedagógicas, como ateliês de Paleontologia, Arqueologia e Etnografia, ‘workshops’ de chocolate, confeção de pão caseiro e visionamento de filmes.

Em 2017, o Museu recebeu 33 mil visitantes.

Nas últimas décadas, os paleontólogos do Museu descobriram fósseis de dinossauros, que colocam a Lourinhã na rota mundial da paleontologia.

A exiguidade do Museu do GEAL tornava impossível expor todos os achados, por isso o município e o GEAL estabeleceram uma parceria com investidores privados alemães, responsáveis pelo investimento de 3,5 milhões de euros no Dino Parque.

No maior museu ao ar livre em Portugal e um dos maiores parques temáticos de dinossauros da Europa, que é inaugurado na quinta-feira, os visitantes poderão observar a exposição de fósseis de dinossauros transferida do atual museu e 120 modelos de dinossauros à escala real espalhados por um parque ao ar livre de 10 hectares.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.