O filme, ainda na fase de projeto, deverá ser apresentado pela Protagonist Pictures, no mercado do filme de Cannes (Marche du Film), a decorrer nos próximos dias 21 a 25 de junho, adiantaram vários títulos internacionais, especializados em espetáculo, como a Variety e a Dateline, assim como a plataforma IMdB, base de dados de cinema na Internet.

Com guião de Andrea Mann, “Fado!” segue a personagem Linda, interpretada por Emily Watson, uma mãe de família, também cantora, “aficionada de palavras cruzadas”, e o seu marido, Jim, um professor de música interpretado por Grant, em vésperas de celebrarem os 30 anos do seu casamento, com um uma viagem a Lisboa. Antes da partida, Linda descobre “um segredo que vai abalar” a vida em comum.

“Fado!” permite o primeiro encontro de Watson e Grant, num mesmo filme, depois de “Gosford Park”, de Robert Altman, que foi distinguido com o Óscar de Melhor Argumento, em 2001.

Além de Lisboa, segundo a informação de pré-produção, o filme deverá ser rodado em Wolverhampton, no Reino Unido.

O realizador Jason Wingard, que conquistou o prémio revelação do cinema independente, em 2017, com “In Another Life”, é conhecido sobretudo pelo trabalho regular em televisão, em produções de ficção como “The Brink”, documentários como “The Uncertain Kingdom” e com a direção de episódios de séries como “Coronation Street”.

Em 2018 estreou a sua segunda longa-metragem, a comédia “Eaten by Lions”, bem recebida pela crítica no Festival de Edimburgo e no London Indian Film Festival, onde foi premiada.

Para o mercado do filme de Cannes foram adiantados, para “Fado!”, os nomes dos produtores Gareth Wiley, que trabalhou com Woody Allen (“Vicky Cristina Barcelona”, “Match Point”), e Giulia Salvadori (“Viagem a Itália”).

Ainda de acordo com a imprensa internacional, a produção portuguesa deverá contar com a Disfarce – Produção Audiovisual, de Geraldo Fernandes, que tem na sua lista de trabalho produções como “Ministério do Tempo”, “Amália, o Filme”, “Call Girl” e “Os Mutantes”.

O presidente da Protagonist Films, Dave Bishop, e os produtores executivos Luane Gauer e George Hamilton, que procuram agora financiamentos internacionais, elogiaram, à Variety, o “humor e inteligência” do argumento, e uma personagem “fabulosa”, como Linda (Emily Watson), que “vai em busca de respostas”, quando “descobre uma verdade desagradável”.

“‘Fado!’ é exactamente o tipo de catarse alegre e cheia de esperança que ressoará no público”, disse Luane Gauer, citada pela Variety.

A produtora executiva considerou Emily Watson e Richard E. Grant os atores ideais para “Fado!”.

Nomeados para os Óscares pelo desempenho em filmes como “Ondas de Paixão” e “Hilary and Jackie”, no caso de Watson, e “Memórias de uma Falsificadora Literária”, no caso do Grant, ambos somam cerca de 30 anos de carreira e centenas de personagens construídas, no teatro, no cinema e na televisão, em produções como “Chernobyl”, “Can You Ever Forgive Me?” e “Loki”.

“O Guarda-Costas e a Mulher do Assassino”, que hoje chega às salas portuguesas, inclui um dos mais recentes trabalhos de Richard E. Grant, no cinema; Emily Watson tem, entre os seus mais recentes desempenhos, o da psiquiatra forense Emma Robertson, que protagoniza a produção britânica “Too Close”.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.