Estávamos em novembro do ano 2000 quando os Crazy Town, banda americana que misturava rap com rock – talvez não sempre, mas pelo menos no tema em destaque hoje foi isso que aconteceu –, lançou “Butterfly”. Foi o terceiro single do seu primeiro álbum (intitulado "The Gift of Game") e obteve um sucesso estrondoso em vários países, contrastando com os dois primeiros, que não tiveram qualquer relevância em termos comerciais.

“Butterfly” é uma declaração de amor. Com um fiozinho de azeite, dirão muitos. Mas quem nunca molhou pão em azeite que atire a primeira azeitona. O cantor elogia o destemido piercing no mamilo da sua musa e o seu sex appeal; compara a relação de ambos com a de Sid Vicious e Nancy Spungen (não desmaiem já, fãs de Sex Pistols) e elogia-a dizendo que ela o fez sentir vivo, quando ele estava quase morto (“you made me feel alive when I was almost dead”). E depois, o refrão. Odiado por muitos, entoado por ainda mais.

Come my lady

Come come my lady

you're my butterfly

Sugar baby

come my lady you're my

pretty baby I'll make your legs shake

you make me go crazy

Numa altura em que Bob Dylan venceu o Prémio Nobel da Literatura, destacar um verso dos Crazy Town pode parecer um contrassenso. Mas como diria o saudoso Jorge Perestrelo nos seus relatos futebolísticos, “é disto que o meu povo gosta”.

E perguntam vocês: “os Crazy Town ainda tocam”? Afirmativo. Depois de um hiato entre 2003 e 2007 (e do vocalista ter participado em reality shows do VH1 sobre recuperação de dependências de drogas e álcool), a banda voltou aos álbuns em 2013.

Já este ano, fizeram parte de uma digressão conjunta denominada “Make America Rock Again”, na qual um conjunto de bandas com relativo sucesso no início do milénio se juntou para tocar um pouco por toda a América. Entre elas, para além dos Crazy Town, contavam-me nomes como Alien Ant Farm (conhecida pela sua versão de “Smooth Criminal” de Michael Jackson), P.O.D. (banda que chegou a fazer uma colaboração com Carlos Santana) ou Puddle of Mudd (sim, os de “Blurry”).

Plays Spotify: 48 milhões

Plays YouTube: 40 milhões

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.