O troféu ‘World’s Leading Conservation Company’ (“Melhor Empresa do Mundo em Conservação”) nos ‘World Travel Awards’, que “reconhece a excelência” do trabalho da PSML desde 2013, foi anunciado hoje à noite no Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, durante a cerimónia oficial de entrega de prémios que decorreu no icónico Burj Al Arab, refere a empresa em comunicado.

Os ‘World Travel Awards’, criados em 1993, são considerados internacionalmente os “Óscares do turismo”, e “reconhecem, premiam e celebram a excelência em todos os setores do turismo, sendo a marca reconhecida globalmente como selo de qualidade”, lê-se na nota enviada à Lusa.

O administrador da PSML Luís Calaim, responsável por monumentos como os palácios nacionais da Pena, de Sintra e de Queluz, o Palácio de Monserrate, o Convento dos Capuchos e o Castelo dos Mouros, esteve presente na cerimónia a representar a sociedade e recebeu o galardão em nome de todos os colaboradores, agradecendo aos que seguem atentamente o trabalho da empresa e fazem questão de distingui-la com o seu voto, ano após ano.

“Continuar a vencer o ‘World Travel Award’ para ‘Melhor Empresa do Mundo em Conservação’ ao fim de 11 anos consecutivos só é possível porque, na Parques de Sintra, todas as equipas perseguem diariamente a excelência, com o máximo empenho”, afirmou, por seu turno, Sofia Cruz, presidente do conselho de administração da PSML, citada na nota.

A responsável salientou que “um projeto bem-sucedido e o ‘know-how’ que acrescenta é uma alavanca para fazer melhor no projeto seguinte, e assim sucessivamente, numa espiral de aperfeiçoamento”.

“Este trabalho que vem sendo consistentemente reconhecido, tanto a nível nacional, como internacional, permitiu que, ao longo dos últimos 10 anos, mais de 25 milhões de pessoas tenham comprado ingressos para visitar o património cultural e natural que gerimos”, frisou Sofia Cruz.

A presidente da PSML acrescentou que, no mesmo período, foram investidos “40 milhões de euros graças ao círculo virtuoso que caracteriza o modelo de gestão pioneiro da empresa, centrado na capacidade de o património gerar receitas que são depois reinvestidas na sua recuperação e manutenção”.

“São factos que demonstram que estamos no caminho certo, pelo que, futuramente, prevemos investir mais cerca de 30 milhões de euros na valorização do património que nos foi confiado, sempre com o mesmo rigor e com a mesma capacidade de inovar que nos elevou a referência mundial na nossa área”, disse.

Os ‘World Travel Awards’, votados pelo público em geral e profissionais do ramo, representam uma das distinções mais prestigiantes que as empresas turísticas podem receber, pelo que as diversas categorias a concurso recebem candidaturas de todo o mundo.

A PSML é uma sociedade de capitais públicos, criada em 2000, no seguimento da classificação pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO, na sigla em inglês) da Paisagem Cultural de Sintra como Património Mundial, que gere o parque e palácio nacional da Pena, palácios nacionais de Sintra e de Queluz, Castelo dos Mouros, palácio e jardins de Monserrate, Convento dos Capuchos e Escola Portuguesa de Arte Equestre.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.