O quadro a óleo de 1954 foi levado à praça com uma estimativa entre 250 mil euros e 350 mil euros, num conjunto de 224 lotes.

Contactada pela Lusa, a leiloeira indicou que "L'Inondation" foi vendida a um comprador particular, e o valor final da obra, incluindo comissão para a casa de leilões e também impostos, ficou em 296.125 euros.

Pintada em 1954, "L’Inondation" pertence a uma década em que Vieira da Silva (1908-1992) se consagrou internacionalmente, estando representada no catálogo 'raisonné' da artista.

O óleo sobre tela esteve presente em exposições como a primeira retrospetiva na Kestner-Gesellschaft, em Hannover, na Alemanha, em 1958.

Também foi exposta na mostra “Vieira da Silva - Arpad Szenes nas Coleções Portuguesas”, apresentada na Casa de Serralves, no Porto, em 1989, e na Europália 91, no Musée Royaux des Beaux-Arts, em Bruxelas.

Em julho de 2020, o quadro a óleo “Tours d'arme”, criado no mesmo ano pela pintora portuguesa, foi apresentado entre obras de arte do século XX num leilão internacional da Christie's, com uma estimativa entre 600 mil e 800 mil euros, mas não chegou a ser vendido.

Em 2018, outra obra de Vieira da Silva, “L'Incendie 1”, foi leiloada em Londres, pela mesma leiloeira, por um valor recorde para a artista de 2,290 milhões de euros.

Pintado em 1944, partia com uma estimativa de base entre 1,2 milhões de euros e 1,6 milhões de euros.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.