De acordo com a organização, qualquer pessoa ou instituição portuguesa pode enviar propostas de candidaturas ao Prémio Pessoa, que cumpre a 31.ª edição.

No valor de 60 mil euros, o prémio reconhece "a atividade de pessoas portuguesas com papel significativo na vida cultural e científica do país", como o tradutor e escritor Frederico Lourenço, distinguido em 2016.

O Prémio Pessoa 2017 será anunciado a 15 de dezembro, no Palácio de Seteais, em Sintra.

Em anos anteriores, o prémio distinguiu personalidades como o historiador José Mattoso - o primeiro a ser premiado -, a pianista Maria João Pires, os investigadores António e Hanna Damásio, o arquiteto Eduardo Souto de Moura, o constitucionalista José Gomes Canotilho, as cientistas Maria Manuel Mota e Maria do Carmo Fonseca e o escultor Rui Chafes.

O Prémio Pessoa é uma iniciativa conjunta do semanário Expresso com a Caixa Geral de Depósitos.

Presidido por Francisco Pinto Balsemão, o júri desta edição integra Emílio Rui Vilar, Ana Pinho, António Barreto, Clara Ferreira Alves, Diogo Lucena, Eduardo Souto de Moura, José Luís Porfírio, Maria Manuel Mota, Maria de Sousa, Pedro Norton, Rui Baião, Rui Vieira Nery e Viriato Soromenho-Marques.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.