“O conceito sem peles está perfeitamente alinhado com os valores da nossa empresa. Estamos a avançar na procura de diferentes materiais com a perspetiva de uma maior atenção ao ambiente para as coleções dos próximos anos”, disse a empresa através de um comunicado divulgado pelos meios de comunicação social italianos.

A última coleção da Valentino a incorporar peles no seu vestuário será para a época outono-inverno 2021-2022, e com esta mudança na política da firma fechará a Valentino Polar, com sede em Milão, que é propriedade da Valentino desde 2018.

A casa de moda terminará também a marca Red Valentino, a partir da estação outono/inverno 2023-2024, com o propósito de “concentrar todas as energias numa única etiqueta” e “redefinir o próprio posicionamento competitivo da marca”.

Valentino já está a trabalhar com os sindicatos para abordar as mudanças organizacionais dentro da empresa causadas por estas decisões.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.