Os incêndios de Mação (que começou na quarta-feira, e tem uma frente ativa) e Gavião (que teve início na quinta-feira e conta com duas frentes ativas) continuam a ser aqueles que mobilizam mais meios.

Pelas 17:30, as chamas em Gavião estavam a ser combatidas por 547 operacionais, apoiados por 160 meios terrestres e 10 meios aéreos.

Já em Mação, estavam no terreno 808 operacionais, 233 meios terrestres e três meios aéreos.

Estes dois incêndios continuam aqueles classificados pela ANPC como ocorrências significativas.

Quanto ao incêndio da Covilhã, que deflagrou hoje pelas 15:00, mobilizava às 17:30 101 operacionais, 24 meios terrestres e cinco meios aéreos.

Em todo o país, o ‘site’ da ANPC registava pelas 17:30 um total de 75 incêndios, – 18 em curso, seis em resolução e 51 em conclusão -, que mobilizavam 2.935 operacionais, 792 meios terrestres e 31 meios aéreos.

Um incêndio florestal em Vila Nova de Paiva, distrito de Viseu, que deflagrou às 14:21, estava às 18:00 a ser combatido por 121 bombeiros, 29 viaturas e três meios aéreos, refere a página da Proteção Civil.

Fonte do Comando Distrital de Operação e Socorro de Viseu disse à agência Lusa, também às 18:00, que, nesse momento, “não havia populações em perigo”.

Este incêndio deflagrou às 14:21 na localidade de Fráguas, na freguesia de Vila Nova de Paiva, Alhais e Fráguas.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.