A concessão da tolerância de ponto pelo presidente do executivo, Vasco Cordeiro, foi divulgada numa nota do Governo Regional enviada às redações e consta de um despacho publicado hoje em Jornal Oficial.

O despacho determina ainda a tolerância de ponto, como habitualmente, para os trabalhadores da Administração Pública Regional da ilha Terceira na tarde do dia 04 de março e na manhã do dia 06 de março, “atendendo à especificidade, importância e período tradicional de realização das 'danças' e 'bailinhos' característicos da ilha”.

Um outro despacho assinado por Vasco Cordeiro define que "ficam dispensados de serviço, sem prejuízo de quaisquer direitos e regalias, os trabalhadores da Administração Pública Regional que queiram participar nas romarias que se realizam em São Miguel, Terceira e Graciosa no período da Quaresma, desde que fique assegurado o normal funcionamento dos serviços públicos".

As romarias quaresmais de São Miguel, segundo a tradição, tiveram origem na sequência de terramotos e erupções vulcânicas ocorridas no século XVI na ilha, que arrasaram Vila Franca do Campo e causaram grande destruição na Ribeira Grande.

Os ranchos (grupos de romeiros), constituídos só por homens, fazem uma caminhada que dura uma semana e devem cumprir um percurso sempre com o mar pela esquerda, rezando e passando pelo maior número possível de igrejas e ermidas da ilha de São Miguel.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.