Em causa estão as cidades de Nova Iorque, nos Estados Unidos da América, através da companhia United, bem como Toronto, no Canadá, através da Air Canada.

Somam-se Munique, na Alemanha, com a companhia Eurowings, Malta, pela Ryanair, e Wroclaw, considerada a segunda maior cidade da Polónia, através da Wizz Air.

"Um aeroporto cresce se registar aumento do número de destinos, se registar aumento de rotas e aumento de companhias. O [aeroporto] Sá Carneiro tem mais destinos e mais rotas e está a fazer uma campanha de atração de companhias, dando incentivos", referiu o presidente da ANA Aeroportos de Portugal.

Carlos Lacerda falava, na presença do secretário de Estado das Infraestruturas, Guilherme D' Oliveira Martins, bem como de vários autarcas da região, na cerimónia que assinalou o recorde de 10 milhões de passageiros no aeroporto do Porto.

O responsável garantiu que esta infraestrutura "não tem um problema de capacidade instalada, tendo aliás capacidade para crescer".

"E estamos preparados para crescer. É esse o nosso compromisso", disse.

No final do terceiro trimestre de 2017, o aeroporto Sá Carneiro registou um crescimento de 16% no tráfego de passageiros face ao período homólogo de 2016.

De acordo com dados da ANA Aeroportos de Portugal esta tendência de crescimento significa que entre os 6,3 milhões de passageiros de 2013 e os mais de dez mil de 2017, o crescimento é de 50%.

Este aeroporto foi eleito o Melhor da Europa na categoria e cinco a 15 milhões de passageiros, uma distinção atribuída pelo ACI-Airports Council Internacional.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.