Esse foi o primeiro registo de imunizante contra o novo coronavírus aprovado no país. As duas vacinas que estão a ser aplicadas nos brasileiros desde 17 de janeiro, fabricadas pela Sinovac e a AstraZeneca, tiveram aprovação de uso de emergência aceite pela Anvisa, e não o registo definitivo.

Embora tenha sido testada e aprovada pelo órgão regulador brasileiro, a vacina da Pfizer contra a covid-19 ainda não deve ser aplicada no país porque o governo local não possui contratos de compra do imunizante.

O Brasil é o país lusófono mais afetado pela pandemia e um dos mais atingidos no mundo ao contabilizar 247.143 vítimas mortais e mais de 10,1 milhões de casos confirmados de covid-19.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.