Victor Rodrigues explicou que a PSP foi chamada porque havia um homem que “aparentemente estava violento” na via pública.

“Quando chegaram ao local, os agentes depararam-se com o indivíduo já estatelado no meio do chão, na via pública, tudo aparentando que se tenha atirado do segundo andar do prédio”, contou.

Segundo o comandante, depois os agentes entraram no prédio e “encontraram a senhora com evidentes sinais de ferimentos, a sangrar abundantemente e inanimada, e o companheiro ou marido a tentar reanimá-la”.

O homem também estava ferido, tendo “a lâmina de uma faca na boca”, acrescentou.

O homem encontrado no chão, na via pública, que terá um grau de parentesco com o casal, é considerado ferido grave e foi encaminhado para o hospital de Viseu.

“No caso do companheiro ou marido da senhora, a gravidade não será tanta, mas também não conseguiu prestar qualquer declaração, em virtude do ferimento que tinha na boca”, referiu Victor Rodrigues.

A PSP aguarda a chegada ao local da Polícia Judiciária (PJ), que tem a competência deste crime.

“As motivações não estão apuradas. Vamos deixar isso para a PJ”, acrescentou o comandante.

Ao local deslocaram-se meios dos Bombeiros Voluntários de Viseu, do Instituto Nacional de Emergência Médica e da PSP.

[Notícia atualizada às 20:17]

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.