Michael Fitzpatrick, que segurava uma criança pela mão foi filmado a tentar atingir o guarda-redes suplente da seleção lusa, no seguimento de um incidente entre jogadores no terreno de jogo.

O pai de família, de 30 anos, declarou-se culpado de "violência" aquando do processo, em 23 de maio, e assumiu estar "envergonhado" pelo comportamento e inquieto com a possibilidade da guarda dos filhos ser entregue em exclusivo à ex-mulher.

Fitzpatrick foi também condenado à proibição de assistir a jogos durante seis anos, considerando a justiça que a presença da criança foi um agravante. Quanto ao Everton, baniu-o do seu estádio.

Dois outros adeptos foram acusados no quadro do mesmo incidente, sendo que um recebeu uma advertência e o outro, que se considerou não culpado, vai a julgamento em junho.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.