Para assinalar o início da presidência albanesa, país que tem sido fortemente crítico da invasão russa da Ucrânia, o embaixador Ferit Hoxha, representante permanente da Albânia junto das Nações Unidas, comparece em conferência de imprensa para apresentar o programa de trabalho para setembro.

O Conselho de Segurança é o único órgão da ONU capaz de adotar decisões vinculativas para todos os 193 Estados-membros da Organização. As disputas entre os países ocidentais e a Rússia após a invasão da Ucrânia têm dificultado o seu funcionamento.

A abertura da 78.ª sessão da Assembleia-Geral está agendada para 05 de setembro e o seu debate geral acontecerá a partir do dia 19 do mesmo mês, onde são esperados chefes de Estados e de Governo de dezenas de países. Durante a semana de alto nível, além do debate geral, estão previstos ainda eventos como a cimeira dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), a cimeira da Ambição Climática, um diálogo de alto nível sobre financiamento para o desenvolvimento, entre outros.

A embaixadora norte-americana na ONU, Linda Thomas-Greenfield, afirmou na quinta-feira que o Presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, poderá participar presencialmente na semana de alto nível da Organização. "Segundo sei, a Albânia irá acolher, durante a semana de alto nível, uma reunião sobre a Ucrânia, e ouvimos dizer que o Presidente Zelensky poderá estar aqui. Portanto, sim, a Ucrânia também estará no topo da agenda de todos", disse a diplomata norte-americana à imprensa, após fazer um balanço da sua presidência rotativa do Conselho de Segurança, que deteve durante agosto.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.