Esta ação foi organizada pelo grupo que luta pelos direitos civis Unteilbar (Indivisível), sob o lema “Nós estamos unidos”, e juntou cerca de 10 mil pessoas na capital alemã, segundo noticia a agência Associated Press (AP).

Os manifestantes marcharam com bandeiras de Israel e com cartazes que continham palavras de ordem como “Nenhum nazi” ou “O terror da extrema-direita ameaça a nossa sociedade”.

Já no sábado se tinham registado ações semelhantes nas cidades de Hamburgo e Marburgo.

Muitos alemães ficaram em choque, depois de na quarta-feira duas pessoas terem sido assassinadas na sequência de um tiroteio à porta de uma sinagoga na cidade de Halle, na região Oriental da Alemanha.

O ataque, que ocorreu no dia sagrado para os judeus (Yom Kipur), causou também dois feridos graves.

O suspeito deste tiroteio é um alemão de 27 anos, que está acusado de dois homicídios e de nove tentativas de homicídio.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.