Segundo os dados divulgados hoje pelo Instituto Robert Koch (RKI), houve ainda um aumento do número de vítimas mortais nas últimas 24 horas, mais seis, para um total de 9.128.

O Instituto adianta que se registaram na Alemanha, desde o início da pandemia de covid-19, 206.926 casos, 191.300 dos quais já foram considerados curados.

Cerca de um quinto dos doentes com covid-19 internados em hospitais alemães entre o final de fevereiro e meados de abril, morreram. De acordo com dados publicados pela revista médica “The Lancet Respiratory Medicine”, a taxa de mortalidade para pacientes com necessidade de ventilação foi de 53 por cento e para os doentes sem ventilação foi de 16 por cento.

As regiões da Baviera e da Renânia do Norte-Vestefália continuam a ser mais afetadas pelo vírus, com 50.692 e 47.965 casos respetivamente.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 654 mil mortos e infetou mais de 16,5 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.722 pessoas das 50.410 confirmadas como infetadas, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.