O Centro de Valorização e Transferência de Tecnologia da Água vai ser apresentado pela Comunidade Intermunicipal do Alto Tâmega e o Instituto Politécnico de Bragança no dia 30 de novembro, à margem do “I Aqua Fórum do Alto Tâmega”.

A comunidade intermunicipal agrega os municípios de Boticas, Chaves, Montalegre, Ribeira de Pena, Valpaços e Vila Pouca de Aguiar e, neste território, a água representa um importante papel nas suas diversas dimensões, desde a comercialização para consumo, o uso termal ou bem-estar, a produção de energia ou como elemento potenciador do turismo de natureza.

A Câmara de Chaves explicou, em comunicado, que o centro tem como objetivo “potenciar a água, nas suas várias vertentes, enquanto valor distintivo/identitário, agregador e potenciador de crescimento económico na sub-região do Alto Tâmega”.

Este centro, que será criado em breve, “visa dinamizar as águas termais e minerais como produtos âncora para o desenvolvimento regional e de promoção da atividade turística, ao longo de todo o ano”.

O projeto procura ainda “gerar inovação em novos produtos, processos e serviços, com impacto na economia” e quer promover o “desenvolvimento sustentável das regiões, ao mesmo tempo que estimula a criação de emprego qualificado”.

Será um centro de conhecimento, inovação e investigação, que pretende unir "em torno da água" empresas, municípios e instituições de ensino superior.

O “I Aqua Fórum do Alto Tâmega” realiza-se em Vidago, no concelho de Chaves.

O programa do evento inclui o debate de vários temas, entre os quais a “água como fator de bem-estar, prosperidade e autossuficiência do território do Alto Tâmega” ou a ligação da água à energia, à agricultura, ao turismo e à natureza e às termas.

No encerramento falar-se-á ainda da água como elemento agregador do Alto Tâmega.

O fórum é realizado pela Comunidade Intermunicipal do Alto Tâmega com a parceria da empresa intermunicipal Empreendimentos Hidroelétricos do Alto Tâmega e Barroso (EHATB).

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.