O comandante dos bombeiros da Lourinhã, Ricardo Santos, disse à agência Lusa que, pelas 14:30, foi recebido um pedido de assistência para seis alunos da escola, com “sintomas de dores abdominais, tonturas e vómitos”.

O responsável contou que os sintomas começaram depois de terem ingerido gomas oferecidas por um homem, dentro de uma carrinha, fora da escola.

Dos seis, um recusou assistência médica e cinco foram transportados de ambulância, pelas 16:30, para a urgência de Torres Vedras do Centro Hospitalar do Oeste.

A direção do Agrupamento de Escolas D. Lourenço Vicente reportou o caso à GNR.

Fonte da GNR confirmou que se deslocou ao estabelecimento escolar e está a investigar o caso.

A mesma fonte adiantou que os cinco alunos, de 14 anos, ainda não tiveram alta hospitalar, por se encontrarem a aguardar pelos resultados das análises que fizeram no hospital.

A GNR ainda não identificou o suspeito, nem o veículo.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.