Em nota divulgada na sua página Internet, a ANACOM indica que há cerca de um mês, a 03 de março, foi aplicada à Vodafone Portugal “uma coima única no valor de 26 mil euros e seis penas de admoestação, por ter prestado informações incorretas ou incompletas, no seu sítio da Internet e através dos seus operadores de ‘call center’, relativamente ao preço das chamadas efetuadas para o número 1891″, o serviço de lista telefónica.

A nota adianta que foi dado como provado que a Vodafone Portugal “prestou por várias vezes” as referidas informações incorretas ou incompletas, praticando, deste modo, “a título negligente, onze ilícitos de mera ordenação social” previstos na alínea e) do n.º 7 do artigo 113.º da Lei das Comunicações Eletrónicas.

A ANACOM adianta ainda que a Vodafone Portugal, depois de notificada da decisão “e não se conformando”, apresentou recurso ao Tribunal da Concorrência, Regulação e Supervisão.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.