Em declarações aos jornalistas, após ter aterrado no aeroporto Osvaldo Vieira, em Bissau, para participar nas celebrações dos 47 anos de independência da Guiné-Bissau, a 24 de setembro de 1973, Augusto Santos Silva afirmou que a sua visita, de dois dias ao país, tem uma “dupla importância”.

Segundo o chefe da diplomacia, a visita visa em primeiro lugar assinalar a presença de Portugal num dia que é “muito importante” para a Guiné-Bissau, mas também para a “democratização do regime em Portugal”.

“Em segundo lugar, esta é também uma visita de trabalho que se destina a preparar as próximas deslocações, desde logo em outubro a visita do Presidente da República da Guiné-Bissau a Portugal, e depois também o que será uma próxima visita do primeiro-ministro de Portugal a Bissau”, afirmou Augusto Santos Silva.

Questionado pela Lusa se a visita de António Costa ainda aconteceria em 2020, o ministro dos Negócios Estrangeiros explicou que foi estabelecido um ritmo.

Augusto Santos Silva visitou a Guiné-Bissau no ano passado em julho, tendo depois a chefe da diplomacia guineense, Susy Barbosa, visitado em outubro Portugal.

Após ter sido dado como vencedor das eleições presidenciais e antes de tomar posse, Umaro Sissoco Embaló deslocou-se a Portugal, tendo tido encontros com o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e com António Costa.

Em julho, o primeiro-ministro guineense, Nuno Nabiam, esteve em Portugal para um encontro de trabalho com o seu homólogo português.

“Agora recebemos o Presidente da República da Guiné-Bissau e em função do nosso trabalho encontraremos a melhor data para a visita do primeiro-ministro”, disse.

A Presidência da Guiné-Bissau disse à Lusa que a deslocação de Umaro Sissoco Embaló a Portugal deverá acontecer a 08 de outubro.

Augusto Santos Silva chegou hoje a Bissau para uma visita de 48 horas, tendo previstos encontros com a chefe da diplomacia guineensee e com o Presidente, Umaro Sissoco Embaló, além de se reunir com organizações não-governamentais portuguesas a trabalhar em Bissau. Consta ainda da agenda a presença na inauguração de uma sala de ecografias no Centro de Saúde do Bairro Militar.

Na quinta-feira, o ministro dos Negócios Estrangeiros vai participar nas cerimónias de celebração do Dia da Independência, que vão decorrer no Estádio Nacional, e que contam com a presença de quatro chefes de Estado africanos.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.