"O reino saudita tem atualmente uma presença na base aérea de Incirlik na Turquia", declarou o general Ahmed Assiri, em declarações na madrugada de domingo à rede de televisão Al Arabiya. "Aviões das forças aéreas sauditas estão presentes com seus equipamentos para intensificar as operações aéreas (contra o EI), em paralelo às missões realizadas nas bases aéreas da Arábia Saudita", afirmou.

Assiri explicou que esse envio é resultado da decisão tomada esta semana, em Bruxelas, pela coligação internacional para intensificar as operações aéreas contra o Estado Islâmico. O ministro das Relações Exteriores turco, Mevlut Cavusoglu, já se referiu ao envio de aviões de combate por parte dos sauditas à base de Incirlik e disse que Ancara e Riade podem levar a cabo uma operação terrestre contra o EI na Síria.

Assiri confirmou que a Arábia Saudita está pronta para enviar tropas terrestres para a Síria como parte da coligação e disse que, nos próximos dias, terão lugar reuniões de peritos militares para afinar os detalhes, os números e o papel de cada estado membro da aliança. Arábia Saudita e Turquia acreditam que a saída do presidente sírio, Bashar al-Assad é indispensável para uma solução na Síria, onde a guerra deixou mais de 260.000 mortos em quase cinco anos e levou ao exílio de milhões de pessoas. 

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.