A Yahoo explicou, em comunicado, que se tratou de um roubo de informação diferente do anunciado em setembro e que afetou 500 milhões de utilizadores.

No comunicado, a Yahoo disse que o novo ataque informático foi perpetrado por uma “terceira entidade não autorizada” e ocorreu em agosto de 2013.

No ataque foram roubados nomes, ‘emails’, endereços, números telefónicos, datas de nascimento e perguntas e respostas de segurança.

A empresa disse que informação sobre contas bancárias e dados para pagamentos com cartões não foram afetados.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.