Em comunicado, a ASAE refere que o valor da apreensão feita na ação de fiscalização a um armazém naquele concelho do distrito de Braga, conduzida pela brigada especializada de inspeção a indústrias da Unidade Operacional de Mirandela, ronda os 3.500 euros.

“Estes produtos alimentares, que exigem temperatura de conservação controlada (refrigeração entre os 0 e os 6º centígrados), encontravam-se armazenados na nave central do armazém há cerca de uma semana, expostos à temperatura ambiente, cerca de 20º centígrados, sem qualquer mecanismo de controlo da temperatura no local”, aponta o texto.

Segundo explica a ASAE, “após perícia realizada sobre os produtos apreendidos, os mesmos foram considerados anormais com falta de requisitos”.

Aquela força de fiscalização refere ainda que foi “instaurado o respetivo processo de contraordenação”.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.