A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica já recebeu "cerca de duas dezenas de denúncias relativas à oferta de bilhetes para os Coldplay, incluindo uma denúncia da Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor - DECO, as quais estão em investigação".

Em resposta ao SAPO24, a ASAE esclarece que,"no quadro das suas competências, "acompanha as plataformas digitais designadamente onde ocorre venda de bilhetes, incluindo os relativos aos espetáculos dos Coldplay na verificação de venda irregular de bilhetes".

A autoridade segue a venda dos bilhetes "designadamente acima do seu valor facial [valor impresso], tendo em vista obter vantagem patrimonial indevida", e alerta os consumidores que tal constitui crime de especulação "punível com pena de prisão de 6 meses a 3 anos e multa não inferior a 100 dias".

Nos mercados online, como a plataforma Viagogo, as entradas disponíveis podem chegar ao dobro ou triplo do valor de bilheteira. Por exemplo, um bilhete para a zona do relvado, vendido oficialmente por 85 euros, pode ascender aos 200 e 300 euros.

DECO desaconselha compra no "mercado paralelo"

Também a Associação para a Defesa do Consumidor (DECO) "desaconselha vivamente a compra no mercado paralelo e salienta a importância de os consumidores comprarem bilhetes para espetáculos exclusivamente juntos dos pontos de venda oficiais".

A associação aconselha ainda "os consumidores a procurarem toda informação relevante" sobre o evento "junto do promotor do espetáculo no respetivo website, e, desde logo, sobre a lista de pontos de venda autorizados, onde poderão efetuar a compra".

Para quem não conseguiu bilhete para uma das quatro datas da banda londrina em Coimbra, a DECO recomenda que antes de efetuar a compra os fãs "se certifiquem que estão num site seguro e de um ponto de venda oficial".

Como pode estar em causa um crime de especulação, quem comprar um bilhete num destes sites não oficiais "pode, ainda, ver rejeitada a entrada no espetáculo", avisa a DECO.

"É preciso mais fiscalização"

Questionada pelo SAPO24, a Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor diz que é "preciso fazer mais e haver mais fiscalização" da revenda de bilhetes para eventos.

"É fundamental encerrar websites que, à vista de todos, fazem da venda acima do valor facial, o seu objeto de negócio, prejudicando os interesses económicos dos consumidores", acrescenta.

Além de tudo o isto, sublinha, "o sancionamento dos infratores é importante para dissuadir comportamentos lesivos para os consumidores".

A digressão europeia dos Coldplay, em 2023, arranca em Portugal, com quatro concertos em Coimbra — todos esgotados.

Inicialmente, a banda de Chris Martin tinha agendado apenas uma data, a 17 de maio de 2023 no Estádio Cidade de Coimbra, mas a elevada procura de bilhetes levou à marcação de uma segunda data, a 18 de maio, uma terceira, para dia 20 de maio, e uma quarta data, a 21 de maio de 2023.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.