O principal assessor económico de Trump, Gary Cohn, esclareceu assim umas suas declarações anteriores em que tinha garantido que Trump não tinha posição definida quanto àquelas sanções.

“Não estamos a reduzir as nossas sanções à Rússia. Em todo o caso, provavelmente pretenderemos ser mais duros”, disse Cohn aos jornalistas que cobrem a cimeira.

“Creio que o Presidente está a vê-lo (o tema das sanções). Tem muitas opções”, acrescentou.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.