Nesse ano, o socialista Joaquim Morão, que até então tinha governado o concelho de Idanha-a-Nova, decidiu candidatar-se à capital de distrito, que acabou por conquistar com relativa facilidade, fruto do desgaste a que os sociais-democratas tinham sido submetidos por via da governação de César Vila Franca.

A hegemonia dos socialistas, sob o comando de Joaquim Morão, foi-se acentuando ao longo dos mandatos conquistados e, mesmo com a saída deste da presidência do município, manteve-se até ao presente.

Em 2013, o socialista Luís Correia substituiu-o na presidência da autarquia albicastrense, mantendo as maiorias absolutas que até então o PS havia conquistado.

Para as eleições de 26 de setembro, há uma estreia partidária, em Castelo Branco: o Chega aposta em Rui Paulo Sousa, empresário, que está apostado em obter pelo menos um vereador e cujo otimismo tem por base o resultado que o partido alcançou nas mais recentes eleições presidenciais no concelho, na ordem dos 18%.

Já o partido Reagir - Incluir - Reciclar (RIR) avançou inicialmente com Jorge Azevedo como cabeça de lista à presidência do executivo, mas o ex-jornalista acabou por retirar a sua candidatura, alegando motivos pessoais.

Mas a maior surpresa para este ato eleitoral é mesmo a candidatura, como independente, do antigo presidente da Câmara Luís Correia, depois de, em março de 2021, a Comissão Política Concelhia do PS ter decidido anunciar o nome do professor e atual presidente da Junta de Freguesia de Castelo Branco, Leopoldo Rodrigues, como candidato socialista à Câmara Municipal, em detrimento daquele que, desde 2013, se sentou na cadeira da presidência do município.

Na base desta decisão está a perda de mandato decretada pelo Tribunal Constitucional, em julho de 2020, depois de decisões do Tribunal Administrativo e Fiscal de Castelo Branco e do Supremo Tribunal Administrativo, por o autarca ter assinado, na qualidade de presidente da Câmara, dois contratos com uma empresa detida pelo seu pai.

Em fevereiro de 2021, no julgamento do processo criminal (o anterior era administrativo), o Tribunal de Castelo Branco absolveu Luís Correia, que estava acusado de prevaricação em coautoria com dois empresários.

O autarca decidiu abandonar a militância do partido e avançar com uma candidatura independente.

O executivo – com cinco mandatos do PS e dois do PSD - é atualmente liderado por José Alves, que era vice-presidente.

No PSD, o processo de escolha do candidato, o professor jubilado e ex-deputado social-democrata João Belém, também não foi pacífico.

As estruturas da concelhia e da distrital do PSD discordaram da escolha, que acabou por ser anunciada pela estrutura nacional social-democrata.

Os sociais-democratas acabaram por se aliar ao CDS-PP e ao PPM.

Rui Amaro, professor do ensino superior, é o candidato do Partido da Terra (MPT) e defende uma “atuação impactante” na sustentabilidade ambiental, na competitividade e na coesão social e territorial do município.

A candidata do Bloco de Esquerda (BE), por seu lado, é a antropóloga e escritora Margarida Paredes, que quer trabalhar em prol do concelho, no qual identifica como principais problemas o despovoamento e a falta de emprego.

Já a CDU (PCP/PEV) apresenta a dirigente sindical Felicidade Alves com o objetivo de ajudar a implementar o projeto autárquico da coligação no concelho.

O município de Castelo Branco integra a Comunidade Intermunicipal da Beira Baixa (CIMBB) e tem uma área de 1.438 quilómetros quadrados.

Segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE), de acordo com os resultados preliminares dos Censos 2021, o município possui uma população residente de 52.272, quando há 10 anos o número de habitantes era de 56.109.

Em 2020, de acordo com dados disponibilizados pela plataforma Eyedata, o concelho de Castelo Branco registava 26,08% de idosos com 65 anos ou mais (acima da média nacional, de 22,29%).

Segundo a mesma fonte, o ganho médio mensal dos trabalhadores por conta de outrem era, em 2019, no valor de 994,60 euros (contra a média nacional de cerca de 1.207), e o número de médicos por mil habitantes, em 2020, estava em 5,04 (a média nacional era de 5,56).

*Por Carlos Castela, da agência Lusa

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.