“O concelho de Tavira necessita de uma maior dinâmica, de uma autarquia mais exigente, que seja um verdadeiro agente dinamizador da economia local e não pode continuar suspenso”, frisou a candidata social-democrata em nota de imprensa.

De acordo com a candidata, o desafio de disputar a presidência da Câmara de Tavira tem vindo a ser preparado há vários anos: “Conheço a realidade do concelho e muitos dos tavirenses conhecem a minha forma de trabalhar e qual é a minha visão para o futuro”.

“Sinto-me preparada para assumir os destinos do meu concelho nesta importante luta autárquica que se aproxima”, destacou.

Elsa Cordeiro, de 49 anos, licenciada em Gestão Económica e Financeira, é atualmente vice-presidente do PSD/Tavira e vereadora sem pelouros atribuídos na autarquia, cargo para o qual foi eleita em 2013 nas listas da coligação PSD/CDS-PP/MPT/PPM.

Entre janeiro de 2008 e outubro de 2009, a candidata desempenhou funções de vice-presidente na autarquia, então liderada pelo social-democrata Macário Correia, tendo também desempenhado o cargo de deputada na Assembleia da República, eleita pelo círculo eleitoral de Faro, entre 2011 e 2015, na XII Legislatura.

No parlamento, integrou as comissões parlamentares de Orçamento, Finanças e Administração Pública e a de Saúde.

Elsa Cordeiro tem como adversários conhecidos à presidência de Tavira nas eleições autárquicas de 01 de outubro, o socialista Jorge Botelho, atual presidente da Câmara, José Manuel do Carmo (BE), João Carvalho (CDS-PP) e Miguel Cunha (CDU).

O município de Tavira é liderado pelo PS, partido que detém quatro dos sete mandatos da autarquia, enquanto os restantes três pertencem ao PSD.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.