Em comunicado, a ANSR refere que tem vindo a identificar os e-mails fraudulentos desde o fim do ano passado.

Segundo a autoridade, esses emails são ‘phishing’, uma tentativa fraudulenta de obter informações confidenciais, por meio de disfarce de uma entidade conhecida.

A ANSR acrescenta que sempre que tal se verifica alerta as entidades competentes e comunica aos cidadãos para não clicarem em qualquer ‘link’, devendo ignorar o e-mail em questão.

A ANSR sublinha que não efetua notificações dos autos de contraordenação por via eletrónica sem consentimento prévio, cumprindo essas notificações um conjunto de critérios de acordo com os modelos previstos na lei.

A ANSR apela ainda aos cidadãos para que, caso recebam algum e-mail fraudulento, ignorem o conteúdo e não acedam a qualquer ‘link’.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.