Segundo fontes daquela autoridade marítima, a primeira operação realizou-se de madrugada e foram resgatados 48 imigrantes ilegais de origem magrebina que viajavam numa embarcação que tinha sido avistada por uma patrulha da Guardia Civil, a sudoeste de Barbate (Cádis).

A partir do centro de coordenação de Tarifa, mobilizaram uma embarcação que, auxiliada pela Guardia Civil, encontrou o pneumático a motor onde viajavam 45 homens, duas mulheres e um menor, que foram levados para o porto de Algeciras.

Durante a tarde, a Guardia Civil alertou para outras duas embarcações a navegarem no Estreito de Gibraltar.

O Salvamento Marítimo mobilizou uma embarcação para detetar o barco que transportava 33 homens de origem magrebina.

Posteriormente foi localizada uma terceira embarcação, que transportava 41 homens, uma mulher e seis crianças, também todos de origem magrebina.

Todos estes migrantes foram transportados para o porto de Algeciras.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.