O avião, que partiu da capital Daca tinha como destino o Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, mas devido à tentativa de desvio foi forçado a aterrar mais cedo, em Chittagong, uma cidade litoral no sudeste do país.

As forças especiais de Bangladesh entraram no avião da companhia nacional Biman Bangladesh e abateram o homem armado que tentou sequestrar a aeronave.

O suspeito é descrito por fontes próximas do caso como um homem de 25 anos do Bangladesh. "Encontramos uma arma com ele e nada mais", informou o major-general Motiur Rahman à imprensa.

Os 148 passageiros e a tripulação do voo BG147 foram retirados em segurança. Todos os passageiros a bordo foram evacuados após o exército e as forças policiais estabeleceram um perímetro de segurança no aeroporto.

O vice-marechal da Força Aérea, Mofid, disse que manteve o suspeito ocupado ao telefone enquanto as forças especiais se preparavam para entrar na aeronave.

"Ele pediu para falar com o nosso primeiro-ministro (Sheikh Hasina)", adiantou Mofid. "Disse que tinha uma arma, mas não se sabia no momento se era verdadeira ou falsa".

O chefe da Aviação Civil, Nayeem Hasan, tinha indicado anteriormente que o suspeito afirmou ter uma bomba.

"A julgar pelas discussões e pelo diálogo que tivemos com ele, parecia estar psicologicamente perturbado", acrescentou Hasan.

"As forças especiais do Exército lideraram a operação e o homem armado foi neutralizado. A situação no Aeroporto Internacional Shah Amanat (de Chittagong) está sob o controlo do exército de Bangladesh", acrescentou o porta-voz militar Abdullah Ibn Zaid.

O Bangladesh, um país de 165 milhões de habitantes, a maioria de confissão muçulmana, enfrenta uma onda de extremismo nos últimos anos.

(Notícia atualizada às 16h42)

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.