O comandante do aparelho decidiu, por razões de segurança, que uma equipa de mecânicos da companhia se deslocasse de Cabo Verde para verificar “eventuais danos” antes de retornar a Lisboa.

Um funcionário do aeroporto de Bissau explicou à Lusa que o incidente se deu quando o avião estava na manobra de aterragem e acrescentou ser “uma situação normal” também na descolagem dos aviões.

Mesmo tratando-se de “um pássaro pequeno”, o comandante preferiu não levantar voo de regresso a Lisboa, aguardando pelos mecânicos que chegaram hoje a Bissau, num outro avião da TAP que seguia da capital portuguesa para Cabo Verde.

Uma outra fonte da TAP disse à Lusa que “a situação já está resolvida” e que os cerca de 80 passageiros devem embarcar hoje, por volta das 22:00 (mesma hora em Lisboa) com destino à capital portuguesa.

Um passageiro confirmou à Lusa que a companhia assumiu os encargos com o hotel daqueles que não possuem residência em Bissau.

Este é um segundo incidente com a TAP em setembro, no aeroporto Osvaldo Vieira da capital guineense. No dia 08, um aparelho da companhia teve que voltar com os passageiros para Lisboa por não ter conseguido aterrar devido ao mau tempo.

O voo só seria efetuado um dia depois.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.