Contactado pela agência Lusa, o capitão do porto de mar e comandante da Polícia Marítima de Viana do Castelo, Raúl Risso, explicou que os trabalhos de remoção da carcaça vão ser retomados na sexta-feira, a partir das 09:00, na praia de Paçô.

"Hoje não foi possível encontrar uma solução para remover a carcaça, que tem alguma dimensão e peso. Amanhã (sexta-feira), a partir das 09:00, em colaboração com os Serviços Municipalizados de Viana do Castelo (SMSBVC) e com recurso a uma retroescavadora, vamos retomar os trabalhos", explicou.

Segundo Raúl Risso, a carcaça da baleia-comum bebé "encontra-se junto à linha de água, mas numa zona que cria uma série de dificuldades".

Em comunicado, a Autoridade Marítima Nacional explicou que o mamífero marinho, "que pertence à família dos balenopterídeos, da ordem dos cetáceos, deu à costa cerca das 11:30, ainda com vida".

"De imediato foram acionados os meios da Capitania do Porto, do comando local da Polícia Marítima e da Estação Salva-vidas de Viana do Castelo para tentar salvar a baleia. Foram realizadas inúmeras tentativas para fazer regressar a baleia à água, no entanto, sem sucesso, vindo a mesma a morrer cerca das 13:30".

Na nota, aquela autoridade marítima adiantou que "a baleia apresentava vários ferimentos, próprios do embate nos afloramentos rochosos locais" e que, "através dos departamentos competentes das Universidades de Braga e Aveiro, foi feita a recolha de amostras para análise".

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.