A medida permite cumprir uma promessa de campanha eleitoral de Biden, cujo Governo anunciou uma estratégia de privilegiar a diplomacia para encerrar o conflito Iémen.

Biden também vai anunciar hoje a escolha de Timothy Lenderking como enviado especial para o Iémen, quando se dirigir à sua equipa no Departamento de Estado, segundo fontes da Casa Branca.

Lenderking foi subsecretário de Estado adjunto na secção do Médio Oriente, sendo um diplomata de carreira com serviços prestados na Arábia Saudita, Kuwait e outros países.

A Arábia Saudita iniciou a ofensiva no Iémen em 2015, para conter a ameaça de uma fação huthi iemenita que tinha tomado território na região e que usa mísseis transfronteiriços para atemorizar os inimigos.

Desde 2015, uma campanha aérea liderada pelos sauditas matou vários civis e o conflito agravou a fome e a pobreza no Iémen, com especialistas internacionais em direitos humanos a dizer que tanto os países do Golfo como os huthis cometeram graves abusos durante a guerra.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.