“O Santo Padre nomeou arcebispo da Arquidiocese Metropolitana de Braga (Portugal) D. José Manuel Garcia Cordeiro, transferindo-o da Diocese de Bragança-Miranda”, refere a informação disponibilizada pela Sala de Imprensa da Santa Sé.

A mesma nota refere que o Papa Francisco aceitou a renúncia de Jorge Ortiga.

Segundo informação disponível no sítio na Internet da Diocese de Bragança-Miranda, José Cordeiro nasceu em 1967, em Angola. Em 1975, foi para Parada, Alfândega da Fé, distrito de Bragança.

Estudou nos seminários diocesanos de Vinhais, Bragança e Porto, tendo sido ordenado presbítero em 1991.

Licenciado em Teologia, o prelado teve, entre 1991 e 1998, “um ativo ministério presbiteral na Diocese de Bragança-Miranda, exercendo diversos cargos e serviços pastorais”, segundo a mesma fonte.

Em 2002, José Cordeiro concluiu a licenciatura em Liturgia e, dois anos depois, o doutoramento, ambos em Roma.

“Foi nomeado vice-reitor do Pontifício Colégio Português em Roma no ano de 2001/02 e em 2005/06 passou a reitor do mesmo Colégio até ao ano de 2011”, lê-se no ‘site’.

Entre outros cargos, como consultor da Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos, o futuro arcebispo de Braga foi também professor e é autor de diversas obras.

Em 18 de julho de 2011, foi nomeado bispo de Bragança-Miranda pelo Papa Bento XVI. Então, com 44 anos, José Cordeiro era o mais jovem bispo de Portugal. A sua ordenação episcopal ocorreu em outubro seguinte. Tornou-se no 44.º bispo desta diocese

Desde 2016 é membro da Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos e, no âmbito da Conferência Episcopal Portuguesa, é presidente da Comissão Episcopal da Liturgia e Espiritualidade, vogal do Conselho Permanente e delegado aos Congressos Eucarísticos Internacionais.

Aos 54 anos, José Manuel Garcia Cordeiro é nomeado arcebispo de Braga, substituindo Jorge Ortiga, com 77 anos.

Após ser nomeado pelo Papa João Paulo II, Jorge Ortiga tomou posse como arcebispo em 18 de julho de 1999, na Sé Catedral de Braga.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.