Numa nota à comunicação social, o BE afirmou assistir “com preocupação à atuação” da Polícia de Segurança Pública que, hoje de manhã, dispersou os estudantes depois de estes terem fechado as portas da faculdade com cadeados, e vai pedir esclarecimentos sobre o assunto através de uma pergunta ao Ministério da Administração Interna, solidarizando-se com os manifestantes.

Em protesto pelo processo de avaliação, estudantes de Direito da Universidade de Lisboa fecharam a cadeado a Faculdade, em protesto pelo processo de avaliação, face a “inúmeras situações de incumprimento, do Regulamento de Avaliação e dos Estudantes pela Direção da Faculdade e pela maioria do seu corpo docente", justificou a associação académica.

“Assistimos com preocupação à atuação da Polícia de Segurança Pública, que alega ser ‘ilegal’ a manifestação associativa onde participam centenas de estudantes desta Faculdade Pública”, lê-se na nota dos bloquistas.

Além da pergunta ao Ministério da Administração Interna, o BE vai também enviar uma pergunta ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior sobre “a falta de transparência e a não aplicação dos regulamentos na avaliação dos estudantes”.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.