“Este grupo de representantes dos governos do México e de Espanha prejudicaram gravemente a soberania do povo e do Governo constitucional da Bolívia”, afirmou a Presidente interina do país, Jeanine Áñez, numa comunicação feita hoje a partir do Palácio do Governo de la Paz.

Os três diplomatas foram acusados de tentar ajudar ex-membros do Governo do Presidente deposto, Evo Morales, a sair da residência da embaixadora do México, onde estão desde a renúncia de Morales, em novembro, e a deixar o país.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.